sábado, 8 de fevereiro de 2014

Morrer de prazer



Ruy Castro é um homem de múltiplos talentos, sendo que todos eles envolvem a escrita. Jornalista. Escritor. E um dos melhores biógrafos brasileiros. No decorrer de sua carreira, o escritor ganhou quatro prêmios Jabuti, entre os quais dois de livro do ano. Nada mais justo.

Na obra "Morrer de prazer" há uma seleção de 59 crônicas, todas publicadas anteriormente na Folha de São Paulo, onde Castro é colunista desde 2007. O livro é repleto de crônicas atemporais, histórias que fazem com que o leitor sinta vontade se seguir adiante. E isso ocorre porque Ruy Castro possui um humor ácido, há ironia em sua escrita, o que é raro hoje em dia e, principalmente, o seu texto é limpo e conciso, qualidade essencial no gênero crônica. Destaques para "A década que não existiu", "O ovo na Legalidade" e "Abaixo do Tomate".

Os livros do escritor foram traduzidos para vários países. Entre eles: Inglaterra, Japão, Itália, Estados Unidos, etc. 

Vale a pena investir nas obras de Ruy Castro. Um cronista com voz própria.