quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

As Muralhas de Jericó


Josué Guimarães transformou em livro as memórias de sua viagem a União Soviética e China nos anos 50, quando junto com um grupo de jornalistas brasileiros, foi convidado a conhecer o que havia atrás da cortina de ferro, em um período onde a divisão capitalismo x socialismo era muito forte, assim como o domínio norte-americano sobre o Brasil.

Rico em detalhes, o livro mostra as diferenças de opinião de uma época, mitos e interesses comerciais se misturam em cada deslocamento. A diferença de tratamento, o jeitinho brasileiro, o frio, a surpresa, a chuva. É impossível não lembrar das aulas de histórias e comparar com outras leituras.

Essa comparação se tornou mais forte no que se refere à China, enquanto Josué Guimarães listava vários itens positivos, minha mente recordava trechos do livro Adeus, China, onde encontrei algumas discrepâncias no que é relatado pela biografia e pelo autor. Neste momento, me passou pela mente se, como convidados, eles não estiveram interagindo dentro de um teatro.

Isso é algo que não tenho como saber, mas posso dizer que para os fãs de história, e para quem gosta de uma narrativa leve, As Muralhas de Jericó é uma ótima pedida.

*As Muralhas de Jericó – Memórias de Viagem: União Soviética e China nos Anos 50 - Josué Guimarães – L&PM – 2001

Nenhum comentário: