quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Por que sou gorda, mamãe? - Cíntia Moscovich


Neste livro, a escritora gaúcha, misturando drama e humor, conta sua trajetória para perder peso depois de ter acumulado vinte e dois quilos extras, ou cento e dez tabletes de manteiga, como ela mesma refere.
Procurando as causas de seu tamanho, faz um reencontro com seu passado, vivido no seio de uma família judaica de pai e mãe, onde comida não podia faltar jamais, era acompanhamento para alegria ou tristeza. As lembranças da infância da autora-personagem e de seus parentes desfilam divertidas pelos capítulos, alternados com a narrativa do sacrifício para emagrecer, considerando o histórico de comilança de uma vida inteira e a predisposição genética às formas arredondadas.
O truncado relacionamento com a mãe é abordado com humor um pouco ressentido: nenhum filho sai imune às marcas do convívio materno – seja para o bem ou para o mal. Ainda mais quando o amor de um filho nunca é suficiente para uma mãe judia, a menos que ele, dentre muitas outras exigências, telefone e a visite, no mínimo, todos os dias da semana, bem como dê mais atenção à vida da mãe judia que à sua própria.
A autora brinca com seu passado e seu presente, de forma irônica e engraçada, mas não deixa de emocionar quando fala da perda do pai e das dificuldades de lidar com a mãe.
A leitura é agradável e fluente de capa a capa, permitindo que o todo responda à pergunta que intitula o livro.

6 comentários:

Andrea disse...

Já havia ouvido falar nesse livro, infelizmente ainda não li. Mas a temática é bem interessante, pois lida com dois pontos muito fortes na vida da mulher: o corpo e a mãe. É inegável o sofrimento de quem pesa mais do que determinam as revistas de moda, assim como a presença exagerada da mãe(ou falta dela) acarretam consequências que as vezes nem a terapia consegue desfazer.
Mais uma dica para a lista dos livros a comprar.

Angela Dal Pos disse...

Andrea, eu tenho o livro, caso queira emprestado. bj

Claudia Bins (Cacau) disse...

Leitura interessante... estou as voltas com uma sobrinha de 9 anos que está bem acima do peso. Talvez seja bom a mãe dela ler tbm...
Abraço,

Angela Dal Pos disse...

Oi Cacau! Bem-vinda ao nosso blog de literatura! Obrigada pelo comentário. Espero que goste das resenhas. Se quiser enviar alguma de algum livro interessante a gente publica aqui. bj

Kelli Pedroso disse...

Ainda não li esta obra. Talvez, estivesse esperando o teu parecer. Beijo!

Angela Dal Pos - Morena de Pintas disse...

Kellizinhz, reforço o que disse para a Andrea, se quiseres, tenho o livro. beijinho