segunda-feira, 23 de maio de 2011

Em Busca de Abrigo



Em época de casamento real, o Prólogo coloca o leitor em contato com Joy no dia da coroação da rainha Elizabeth II. Junto com vários ingleses que moravam em Hong Kong, ela conhece Edward, e após poucos encontros, ele a pede em casamento.

A história pula para o ano de 1997, Kate acredita estar apaixonada por Justin, mas antes precisa se separar do namorado atual. Para isso, ela resolve enviar a única filha, a adolescente Sabine, para a casa dos avós na Irlanda.

E é a estada de Sabine junto a Joy e Edward que irá levar o leitor para conhecer a história de três gerações das mulheres Ballantyne. Segredos de família, paixões, ilegitimidade, mágoas e sentimentos são expostos de forma delicada no livro “Em Busca de Abrigo” (Bertrand Brasil, 434 páginas), onde a autora Jojo Moyes consegue diferenciar bem as personalidades de Joy, Kate e Sabine, assim como sutilmente demonstrar suas semelhanças.

Os personagens secundários, como a Senhora H e Annie, completam esse universo que parece cheirar a cavalo e saudade.

Essa foi a impressão mais forte pra mim, a vida de todos os personagens está presa a fatos passados, e somente encontros e arrumações de antigas fotos poderão colocar o pingo nos i’s para que todos possam seguir em frente.

Vida e morte estão presentes, assim como mentiras e verdades. Um livro que pode encantar ou entediar o leitor, dependendo do nível de sensibilidade do mesmo.

Eu, particularmente, me encantei com a história de Joy, me irritei com a insolência de Sabine e senti pena da perdida Kate. Mas ao fechar a última página, senti falta de todas elas.

Nenhum comentário: