domingo, 3 de outubro de 2010

Trópico de Câncer

Uma dica logo de inicio: não leia este livro em locais onde desconhecidos podem dar uma espiadinha e acompanhar a leitura com você. Utilizando um vocabulário chulo para descrever uma parte de sua vida em Paris, Henry Miller mistura sexo, bebidas e filosofia.

A total falta de respeito pela figura feminina é gritante em suas histórias, assim como o desleixo e a total falta de pudor.

Entre as suas desventuras é possível conhecer o lado menos charmoso de Paris, o que importa é ter um lugar para encostar a cabeça e dormir,e claro, encher a barriga.

Mas por mais nojo ou desprezo que eu tenha sentido pelo autor em alguns momentos durante a leitura, "Trópico de Câncer" não deixa de te prender. Algumas de suas reflexões te fazem viajar e até entender a sua mente ansiosa, o que não significa em concordar com todas as suas atitudes.

Nenhum comentário: