segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Traição Mortal


Dizem que na guerra e no amor vale tudo. No caso do décimo segundo livro da série mortal, homens que operam com negócios ilegais resolvem optar em contratar um assassino de aluguel conhecido como Sly Yost para eliminar os que atravancam o seu caminho.

Yost possui uma assinatura nas suas mortes: espancamento, estupro e um fio de prata, independente do sexo. Procurado por muitos, inclusive pelo FBI, resolve atacar os funcionários de Roarke, o que faz com que ele caia na mira da tenente Eve Dallas.

Nesta história Eve irá encontrar dois inimigos, o tempo, já que o assassino possui um cronograma curto para suas execuções e a inveja, já que em uma semana ela evolui mais do que os órgãos federais e internacionais, e muitos agentes irão querer levar a glória de capturar um dos homens mais procurados.

Para dar um toque de leveza, os ataques de ciúmes e McNab e Peabody geram situações engraçadas, assim como a terrível esteticista Trina, a única mulher capaz de provocar medo em Eve.

Em cena, um amigo antigo de Roarke, Mick, que irá revelar um pouco das peripécias dos dois em um passado não tão distante.

Amizade e dinheiro estão no centro dessa história sangrenta, onde os detalhes de cada morte podem provocar arrepios até no leitor mais desatento.

Traição Mortal
Nora Roberts
Tradução: Renato Motta
Bertrand Brasil
420 páginas.

Nenhum comentário: